O que é o HACCP?

O HACCP consiste num sistema baseado na identificação e avaliação de perigos específicos para cada setor da área alimentar e na implementação de medidas para o seu controlo, focadas na prevenção de forma a garantir a segurança dos alimentos.

A implementação do HACCP assenta em sete princípios:

  • Principio 1 – Identificar os perigos;
  • Principio 2 – Determinação dos Pontos Críticos de Controlo (PCC);
  • Principio 3 – Estabelecimento de limites críticos;
  • Principio 4 – Estabelecimento do sistema de monitorização;
  • Principio 5 – Estabelecimento de ações corretivas;
  • Principio 6 – Estabelecimento de procedimentos de verificação;
  • Principio 7 – Estabelecimento de documentação e registos;

 

Pré-requisitos

Para que este sistema possa ser implementado, é necessário que se verifiquem previamente condições físicas e operacionais que garantam a produção/ manipulação de alimentos seguros. Estas condições são denominadas de pré-requisitos.

Devem ser considerados os seguintes pré-requisitos:

  • Instalações
  • Equipamentos
  • Produtos
  • Matérias-primas
  • Abastecimento de água
  • Resíduos
  • Transporte
  • Entre outros

 

Vantagens do HACCP

  • Otimiza os recursos técnicos e humanos utilizados;
  • Facilita ações de autocontrolo mais eficientes, sobretudo com menos probabilidade de ocorrência de falhas/acidentes e de fraudes;
  • Estabelece um clima de confiança perante as autoridades oficiais, agentes económicos e o consumidor em geral em termos de segurança dos alimentos;
  • Motiva a formação do pessoal;
  • Proporciona uma visão ampla e objetiva do que efetivamente se passa na empresa;
  • Permite reduzir os custos da não qualidade;
  • Pode ser usado como prova de defesa contra ações legais;
  • É um sistema aplicável a toda a cadeia alimentar.